segunda-feira, 7 de novembro de 2016

O caminho do sonho perdido...



Iniciei uma busca... Estou em busca do meu sonho perdido. Um sonho que perdi há 20 anos. Não deixei de sonhar... Deixei foi de lado aquele sonho que significava um caminho mais complicado. Um sonho que significava um caminho contra a vontade dos meus pais, da minha família... Aceitei o caminho que me propuseram. Um caminho aparentemente mais fácil mas repleto de desafios, provações... Percorrendo esse caminho descobri que tinha a força, a vontade de vencer não obstante o obstáculo que me pusessem à frente. E, venci! Acho eu que venci. Cheguei ao fim desse caminho com orgulho das batalhas que travei, das que venci e das que perdi. Aprendi com as batalhas perdidas e celebrei com as batalhas vencidas. Olhei para trás com orgulho e saudosismo e um não sei o quê de tristeza. Ali, naquela meta senti que me faltava algo. Não sabia o quê... Aos poucos, fui abrindo a gaveta dos sonhos perdidos. Saboreiei, um a um, de olhos fechados. Coloquei-os nas mãos e senti a vida neles. Todos os dias abro essa gaveta, só um pouquinho mais. Os meus sonhos perdidos vão se libertando e dando motivos para que eu siga em frente. Corro atrás deles, e por vezes tropeço. Este caminho tem também obstáculos. Este caminho não é fácil. Mas... Este caminho foi o que eu escolhi. Sei, bem dentro de mim, que vou vencer algumas batalhas e perder outras. Sei que não vai ser fácil, mas sei que não vou desistir. Este caminho é o caminho que eu escolhi, há mais de 20 anos atrás e que não tive coragem de o perseguir. Vou continuar a minha caminhada... Passo a passo. Continuo com a força de vencer e não tenho medo de cair. Nunca tive. Se cair é porque necessito de parar e olhar em frente. É assim... Ás vezes o caminho parece longo ou que anda às voltas. Mas... É o meu caminho. Vou seguir em frente. Passo a passo... 


__________

Adelaide Miranda, 7/11/2016



Sem comentários:

Publicar um comentário