sábado, 24 de setembro de 2016

Fome de ti...



Hoje acordei com fome de ti. Aninhei-me nos teus braços e tentei fundir-me a ti. Queria ficar assim, o dia todo. Esquecer o mundo e alimentar-me do teu calor, do teu cheiro. Há dias em que só me apetece perder-me em ti, e ficar perdida indefinidamente. Que ninguém me procure, por favor. Deixem-me ali perdida no teu ser. Abriste os olhos, olhaste para mim e sorriste. Apertaste-me mais contra ti. Ah!.... Oh Vida! Hoje acordaste também com fome de mim. Deixemo-nos ficar aqui enroscados e perdidos um no outro. Que o mundo não nos interrompa, por favor...

_________
Adelaide Miranda, 24 Setembro 2015




Sem comentários:

Publicar um comentário